GENEALOGIA - JOSÉ LUIZ NOGUEIRA 
Sites Grátis no Comunidades.net
ORIGENS DOS SOBRENOMES / BRASÕES
ORIGENS DOS SOBRENOMES / BRASÕES

Sejam bem-vindos!

Você conhece a origem e o significado do seu sobrenome?

Será que veio do nome de uma cidade? De uma profissão? De um apelido?

Você conhece o brasão da sua família?

E o significado do seu nome pessoal?

Faça uma pesquisa em nosso site e veja se acha a resposta para suas dúvidas.

O confrade Afrânio Franco de Oliveira Mello, um dos fundadores do nosso IHGGI - Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Itapetininga disponibiliza informações que poderão ser-lhe úteis.

Ele tem um arquivo muito grande de sobrenomes que estamos disponibilizando a proporção que vão sendo solicitados. 

Outros arquivos foram extraídos do Dicionário das Famílias Brasileiras, pesquisas feitas por Carlos de Almeida Barata e Antonio Henrique Cunha Bueno, nossos confrades do Colégio Brasileiro de Genealogia no Rio de Janeiro.

 

ORIGENS DOS SOBRENOMES

 


As origens do sobrenome podem ser classificadas em quatro categorias distintas: 

Sobrenomes de origem local (toponímicos ou locativos):

Toponímicos: derivam do nome do lugar de procedência de seu  portador inicial.

Locativos: derivam de características topográficas do lugar de residência de seu primeiro portador. 

          Ex: Flávio Belmonte (belo monte).


Sobrenomes de parentesco: patronímicos e matronímicos: 

             Patronímicos: derivam do nome pessoal paterno.

             Matronímicos: derivam do nome pessoal materno.

Na maioria dos países era comum o sobrenome derivar do nome próprio do pai.

O sufixo inglês “son”, agregado a um nome, denota “filho de”.  


    Outros exemplos:
 
    Noruega e Dinamarca: “-sen”

    Grécia: “-pulor”

    Polônia: “-wiecz”

    Espanha: “-ez”

    Finlândia: “-nen”

    Escócia: “mac e mc”

Quando um sobrenome inglês termina em “s”, este pode indicar uma pessoa que estava a serviço de outra. Ex: Parsons foi alguém que trabalhou para o Senhor Parson.
Em outros casos o “s” significava que o marido de uma mulher havia falecido e portanto, ela era viúva.

Sobrenomes apelativos (vindos de um apelido ou alcunha):

São aqueles que geralmente denotam características físicas ou atributos pessoais do primeiro portador a quem ele foi dado. Ex: Alexandre Costa Curta; José Calvo, João Lobo, etc.

Sobrenomes ocupacionais (derivados da ocupação, trabalho ou ofício da pessoa)

Durante a Idade Média a Europa era composta de vilarejos que pertenciam aos senhores. Estas vilas precisavam dos serviços de pessoas para arar a terra, cuidar dos animais, carpinteiros para construir casas e outros. As ocupações descreviam o trabalho desempenhado por cada indivíduo. Quando o escrivão registrava a pessoa em um arquivo, era normal identificá-la por meio de sua ocupação ou trabalho. Os feudos precisavam destas pessoas e de seus ofícios e muitas vezes os filhos continuavam desempenhando as mesmas atividades para os mesmos senhores feudais que seus pais haviam servido.

 

PATRONÍMICO: os que levavam o nome do Pai, porém escrito de outra forma.. Exemplos: Fernandes (filho de Fernando); Martins (filho de Martins); Rodrigues (filho de Rodrigo) e Alvares (filho de Álvaro).

RELIGIOSO: a maioria dos sobrenomes de origem religiosa não possui brasão, visto que os filhos que eram gerados fora do casamento (comuns naquela época) não tinham pai legal e as mães acabavam por acrescentar um nome em devoção a algum santo ou símbolo religioso, por acharem que isso traria boa sorte. Exemplos: Santos, Cruz, Sacramento, Neves e Nascimento.

OCUPAÇÃO: são os nomes derivados da ocupação da pessoa. Exemplos: Zimmermann (carpinteiro), Schumacher (sapateiro), Taylor (costureiro/alfaiate) e Maurer (pedreiro).

TOPONÍMICO: são os sobrenomes que dizem respeito aos lugares de onde as pessoas vieiram. Exemplos: Braga (cidade de Portugal), Luchesi, Lucca, Luchini, Modenezi, Modena, Milanezi (cidades ou regiões da Itália), Feichtemberger (suíço) e Pinheiro (da montanha). 

ALCUNHA: são aqueles que levam em conta a característica pessoal. Exemplos: Delgado, Ramacciotti, Aboarrage, Leitão, Coelho, Salgado e Passarinho.

 

Basta clicar em cima do sobrenome escolhido e vai poder ter acesso a todas as informações.

A

ABIB / ABIBE / ABIBI

AFONSO

AGUIRRE

AIRES / AYRES

ALBERNÁS / ALBERNÁZ

ALBUQUERQUE

ALMEIDA

ALMEIDAS - continuação

ALVES

AMÉRICO

ANJOS

ARANHA

ARRUDA

AVIZ

J

JABOATÃO

JACOB

JESUS

JUQUIRI

JUSTOS

 

 

S

SANTOS

SARNEY

SCHELEIDER / SCHLEIDER / SCHLEIDEN

SCHON

SERAFIM

SILVA

SILVA PINTO

SILVEIRA

SIMAS

SOARES

SOARES HUNGRIA

SOUSA / SOUZA

 

B

BARBOSA / BARBOZA

BARRIOS / BARROS

BASTOS

BELFORT

BELLI

BENFICA/BEMFICA

BERTOLOT

BOGEA / BOGEAT

BORGES

BRANCO

BRANDÃO

BRISOLA / BRISOLLA / BRIZOLA BRIZUELLA

BRITO

BULHÕES

 

K

KLABIN

KLEIN

 

 

T

TABORDA

TEIXEIRA

TIBIRIÇÁ

TOCANTINS

TOLEDO

TOLOTTI

TRENCH / TRANCHE

C

CAMARGO

CARDOSO

CARVALHAL

CARVALHEDO

CARVALHO

CAVALCANTI

CESTARI

CESTARO

CIPRIANO

CLAVIJO / CLAVIVOS

COAN

COLOMA

CONCEIÇÃO

CORDEIRO

CORRÊA / CORREIA

COSTA

CRUZ

L

LAET

LARA

LEITE

LEME

LEMOS

LEONEL

LIMA

LONGARINI/LONGARETTI

LOPES / LOPEZ

LOURENÇO

LUNA

LUZ

 

U

UBÁ

UBIRAJARA

UCHÔA

UTINGA

 

 

 

D

DANTAS

DELGADO

DINIZ

DUARTE

DUBIELA

M

MACEDO

MANHÃES

MARTINS

MEDEIROS

MEIRA

MELO / MELLO

MELO FRANCO

MELO MORAES

MENCK / MENK

MIRANDA

MONTELLO

MORAES/MORAIS

MOREIRA

MOREIRA BRANCO

V

VALADÃO

VÁLIO

VERONEZI

VETTÓRE / VETTÓRI / VITTORELLI

VIANA

VIEGAS

VIEIRA

 

E

ERMÍRIO DE MORAES

 

N

NASCIMENTO

NEVES

NOGUEIRA

NUNES

NYZZA

W

WATANABE

WEBER

WEHRMANN

WINTER

 

WOLF

 

F

FABRES / FABRI

FÉLIX

FERNANDES / FERNÁNDEZ

FERREIRA

FEU

FOGAÇA

FREIRE

FREITAS

FRIGO / FRIGHI

FURTADO

O

OLIVEIRA

ORLANDI / ORLANDO

ORSI

ORTEGA

 

X

XAVIER

XAVIER DE BRITO

XIMENES

 

 

 

G

GAIA / GAYA

GALLIGANI

GALVÃO

GOMES

GONÇALVES

GOULART

GRAZZIOLI

GUIMARÃES

P

PAGANELLI/PAGANI/PAGANO

PAULINO

PEREIRA

PERES

PESSÔA

PIMENTEL

PINTO

PIRES

PISA / PIZA

PLENS

PORTELLI, PORTELLA

PRATES

PRESTES

 

Y

YAMADA

YOSSEF

YOUNG

YUNES

 

 

H

HOFBAUER

HOLTZ

HUNGRIA

 

Q

QUADROS

QUARESMA

QUARENTEI

QUEIRÓZ

QUINTANILHA

 

Z

ZAGALO

ZAMPIERI

ZANETTI

ZANONI

 

 

 

 

I

IBANEZ

IBARRA

IBITURUNA

IGNÁCIO

ITAPETININGA

IVO

 

R

RANGEL

REMORINI

RIBAS

RIBEIRO

RICCI / RICCIO

ROCHA

RODRIGUES / RODRIGUEZ

ROMANO

ROSA / ROSAS / ROZA

ROSÁRIO

ROSCOE / ROSCOW

 

 

BRASÕES


Composição dos Brasões, nomes e significados

Na heráldica um brasão de armas é composto do escudo (centro), do elmo e das plumas. Cada símbolo e cada cor tem um significado. O escudo, por exemplo, carrega as ambições, crenças, valores e até o lema da família.


CHEST
(escudo, armas) = simboliza as ambições, crenças e valores das pessoas que o usavam.

ELM (elmo) 
= simboliza a cavalaria ou fidalgo que o ganhou por mérito.

MANTLE (
manto ou plumas= meramente decorativo. No caso dos brasões mais antigos representa a capa dos cavaleiros. Pode-se também simbolizar as cores da família.

TOP BANNER (
flâmula superior= contém o nome que identifica a família.

BOTTOM BANNER (
flâmula inferior) = contém o país ou lema da família.

 

CARACTERISTICAS LIGADAS Á GENEALOGIA

 

                       Afrânio Franco de Oliveira Mello 

Algumas informações sobre nomes e sobrenomes na Genealogia:

 

- O SOBRENOME PRECEDE O PRENOME: Hungria, Vietnam, China, Japão e Coréia.

 

- ENTRE O NOME PRÓPRIO E O SOBRENOME USAM AINDA UM NOME DO MEIO: na Espanha e Portugal, o sobrenome do pai antecede o da mãe.

 

- NA AMÉRICA HISPÂNICA E EM ALGUNS LUGARES OCORRE O INVERSO: em Portugal, por lei, é permitido o número máximo de quatro sobrenomes e na Espanha dois; mas estes podem ser duplos separados por hífen, resultando, na realidade, os mesmos quatro de Portugal.

 

- O SOBRENOME DO MARIDO NO NOME DA MULHER: na Alemanha, França e nos países anglo-saxões, é normal a mulher abdicar do seu sobrenome e ficar só com o do marido. Nos Estados Unidos da América do Norte é comum as mulheres acrescentarem o sobrenome do marido ao seu, mantendo o de sua família.

No Japão o casal é obrigado a assumir um sobrenome em comum que pode ser o da mulher ou do homem.

O que se vê é que a maioria fica com o sobrenome do marido.

Em Portugal tem outro costume que se espalha: o filho pega o nome do avô e o neto o nome do pai.

 

PALAVRAS MAIS USADAS NA GENEALOGIA

 

BRASÃO: insígnia ou distintivo de pessoa ou família nobre, conferidos, em regra, por merecimento.

 

EMBLEMA: é uma obra em mosaico, vem do grego ‘emblema’. É uma figura simbólica e a representação de uma ideia pela figura de um objeto que a simboliza. Exemplos: uma régua, um prumo. (um bótom de uma entidade, broche que se usa na lapela, se confunde com ‘símbolo’).

 

ESCUDO: peça em que se representam as armas nacionais, municipais e os brasões da nobreza.

 

SÍMBOLO: é um sinal, um signo.

 

ARMORIAL: é o livro onde se registram os Brasões.

 

HERÁLDICA: é o conjunto dos emblemas do brasão. É a arte ou ciência que estuda os brasões.

 

PARASSEMATOGRÁFICO: é o Heraldista, um especialista em heráldica.

 

NOBILIARQUIA: é o estudo genealógico da nobreza. 

 

Caso não encontre em nosso site a informação desejada, escreva direto para o nosso confrade:

afraniomello@itapetininga.com.br

 

Informe que pesquisou neste site ou vá em contatos e preencha o nosso formulário.

 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
1




Partilhe este Site...



PARTICIPE

AJUDE-NOS A MANTER ATUALIZADA AS INFORMAÇÕES DESTE SITE

 

ESCREVA-NOS

 

CONTO COM SUA AJUDA

 

JOSÉ LUIZ NOGUEIRA

 

 

 

 




Total de visitas: 512087